Uma boa música…

O Brasil vive a onda dos sucessos instantâneo de músicas sem moral. Insinuar o ato sexual ( para os desatentos, o créu), fazer piadinhas de duplo sentido e incentivar a traição estão presentes em quase todas essas canções, apesar delas não merecerem o nome de “canção”. A massa da população ainda tem coragem de difundir esses projetos de composição em qualquer lugar e qualquer hora.

A juventude é a principal afetada com tudo isso. Essa mania de querer quebrar todas as regras impostas para o bem estar social faz com que elas vejam essas músicas como parte de sua libertação, que seria mais correto nomear como libertinagem. Pergunte para qualquer adolescente sobre os grandes nomes da música brasileira. Para eles, Gilberto Gil é aquele que foi ministro e tem um cabelo estranho. Caetano Veloso é aquele cantor que canta arrastado.

A boa música brasileira não tem valor nenhum para a maior parte da população. A “éguinha pocotó” todos conhecem, mas nínguem conhece uma música adequada para ser símbolo do Brasil. Se conhece, são as clássicas. Mas conhece porque ouviu o pai cantar ou escutou antes de trocar do canal que estava passando uma entrevista com ícones da MPB. Pois é isso que acontece: começa a passar cultura na Tv, o jovem brasileiro corre para mudar de canal e colocar na opção mais fútil que o horário lhe ofereça, podendo cair muitas vezes em um canal de música estrangeira, que acaba sendo a mesma balela da música nacional. É incontestável: o jovem ouve uma música em que uma garota canta em inglês ” Eu beijei uma garota e gostei disso” e acha aquilo demais. Muitos nem entendem o que estão ouvindo e cantando, mas não se importam.

O jovem brasileiro não é instigado a ouvir boa música. Talvez se fosse, passaria a fazê-la também e acabaria com essas produções de sucesso que vivem dependentes de explorar temas ligados a sexualidade e a violência. Se o desejo de acabar com essas músicas não partir da população, que deveria estar preocupada em que tipo de cultura musical e social seu filho vai receber, esses “cancionetes” se proliferarão mais que bactéria em ambiente úmido.

————————————-Encerro por aqui.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: